12 de dez de 2011

Amar você

Autor desconhecido

Amor você me faz menino

E bate um sino
Em todos os meus bairros.

Ver você é chegar num porto
Com um filho morto
A ressuscitar.

Te esperar é como esperar o sol
Num céu de vitrais.

E sentir teu cheiro
De olhos fechados
É sobrevoar cidades do fundo do mar.

E na tua mão, meu coração
É como diante do prato
Um cão sem dono.

E te abraçar é abraçar uma rocha
Numa correnteza que quer me arrastar.

Te amar é ter vivido toda uma vida sem saber por que
E enfim ter sabido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário